terça-feira, janeiro 02, 2007

As mais belas mortes - V

Leonidas I (480 AC)





Malgrado tenha em prístinas centúrias ocorrido, o ático exício de Leonidas I, Rei de Esparta, e de seus insignes guerreiros, por ocasião da Batalha das Termópilas nas Guerras Persas, não poderia deixar de ser aqui mencionado.

No ano 480 AC, Leonidas entrincheirou-se com 300 espartanos, 700 tespianos e 400 tebanos em estreita passagem no desfiladeiro das Termópilas, a fim de deter o avanço do colossal exército do rei persa Xerxes I, cujo efetivo estimava-se em milhares de metuendos armígeros.

Com o fito de intimidar os impávidos helênicos, as hostes persas enviaram um mensageiro com os seguintes dizeres:

- Nossas espadas são tantas que cobrem o Sol!

Ao que Leonidas, altivo e irônico, redargüiu:

- Tanto melhor, combateremos à sombra!

Na seqüencia dos acontecimentos, Leonidas e seus mavortes bateram-se com notável denodo e galhardia, sacrificando suas excelsas vidas ao custo de milhares de baixas para o inimigo.



__________




D. Rodrigo de Bivar - dito El Cid Campeador (1040-1099)





Não poderia faltar, no esteio desta augusta série, uma menção a D. Rodrigo de Bivar (1040-1099), dito El Cid Campeador, impertérrito paladino da cristandade. A causa mortis que lhe coube - um flechaço no ventre - não foi assim das mais notáveis, admitamos, mas as circunstâncias em torno a seu falecimento de sobejo o são, merecendo portanto nosso preito de admiração.

Estava nosso fádico Mavorte castelhano em combate no cerco a Valencia, quando uma ominosa seta moura feriu-lhe de morte; cônscio de que o derradeiro instante estava próximo, El Cid ordenou a seus soldados que, fenecido, o atassem a Babieca (famígero corcel do senescal cristão), o escudo em guarda, a espada no outro braço para cima erguida. Na vigésima-quarta hora, El Cid emergiu à frente de seu exército, arremetendo contra as metuendas hostes sarracenas; estas, que julgavam morto o ínclito guerreiro, dispersaram-se com grande alvoroço, aos urros e uivos de pavor, propiciando às armas cristãs indelével triunfo!



Ten. Giovanni Drogo

Forte Bastiani

Fronteira Norte - Deserto dos Tártaros

Sem comentários: