sábado, janeiro 12, 2002

Mensagem

Alphonse van Worden - 1750 AD






Folgo em saber-te, venerável irmão d'armas, de retorno aos crepusculares contrafortes do altaneiro Bastiani, insigne, sempiterna sentinela dos miasmáticos vórtices tartáricos; e com gáudio vos digo que o brumoso outono das sendas sibilinas da Sierra Morena, acolheu-me, enfim, ao raiar da última madrugada.

De regresso, pois, bravo Drogo, ambos estamos; quiçá alquebrados, exauridos, decerto melancólicos, mas não derrotados. A Guerra Transfinita, no titânico fragor de suas refregas colossais, prosseguirá até a vitória final, ínclito confrade! Os flamejantes Senescais das Legiões Quânticas, CHRISTUS PANTOCRATOR e علي بن أبي طالب, Senhores de nossa Fé e Destino, conclamam seus guerreiros e nos exortam: "Vivemos na Eternidade, mas combatemos no Tempo; é dimensão que não nasce na terra, mas no imo dos báratros infernais; pertence ao Grande Satã, que o guarda como um novelo de lã, e desenrola-o ao sabor de seus caprichos. Se vivemos, pois, na refulgente Eternidade de Deus, o contrário da Eternidade - o tempo - terá de ser arrancado das ímpias garras do Grande Satã!"