segunda-feira, fevereiro 28, 2005

Sapientia Universalis II

Alphonse van Worden - 1750 AD



"Poderia dizer-vos, à semelhança de egrégio ateniense, que 'só sei que nada sei', não fosse o facto de que algo sei."

"E o que sabeis, indômito capitão?"

"Que Ambrose Bierce está certo."

"Certo a propósito de que?"

"Nem d'uma coisa nem d'outra, apenas inevitável, inelutável, insofismável e perenemente CERTO..."


Sem comentários: