segunda-feira, outubro 08, 2001

Emanações da Guerra Transfinita




O oceano lunar inunda, espectral, as crepusculares vastidões tartáricas; fragores distantes ecoam, altissonantes, nos cinéreos contrafortes do Bastiani; minh'alma, em pranto, desespera-se na bruma evanescente ... as hordas infernais arrojam sua borrasca flamejante sobre o povo sagrado, num vórtice miasmático de terror e destruição. Asmodeu e Belial, Lúcifer e Satanás, atrozes senescais dos Abismos de Sangue, regozijam-se em tétrico êxtase ; olvidam-se os Grandes Satãs, contudo, de um mirífico exórdio do radiante Amir-ul Momineen, que proclama: "a morte tem o mesmo sobrenome que o sonho, mas nós ignoramos este sobrenome; o sono é um breve exercício da morte, que também é sua irmã, mas nem todo irmão e irmã são igualmente próximos"...

Sob a égide, pois, do egrégio Senhor do Fogo Primordial, marchamos serenos para a Guerra Transfinita, e até o fim combateremos, o admirável coração tranqüilo, a espada violenta, resignados a matar e a morrer!



Ten. Giovanni Drogo

Forte Bastiani

Fronteira Norte - Deserto dos Tártaros